Formação técnica garante a alunos mais chances de ingressar no mercado de trabalho

Compartilhar

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

“Para quem está procurando o primeiro emprego ou uma qualificação, os cursos técnicos podem ser um atalho. Em São Paulo, a maior cidade do País, a maioria dos alunos sai do curso com vaga garantida”. Foi essa a manchete lida pelo jornalista e apresentador do Jornal Nacional, William Bonner, na edição de janeiro de 2019. A reportagem reforçava uma tendência que muitos insistem em não acreditar: os cursos técnicos trazem vantagens e abrem um caminho de múltiplas oportunidades.

Quem atesta esse dado, são importantes órgãos e entidades nacionais que atuam no setor do comércio e da economia. Um levantamento realizado em 2017 e divulgado em dezembro do ano passado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) com alunos que concluíram cursos técnicos em 2017 revelou que em média 72,6% dos alunos conseguiam um emprego ainda dentro do primeiro ano após receber o certificado.

E não é de hoje que o resultado do sucesso de quem conclui um curso técnico, já foi comprovado. Em 2014, a pedido da Confederação Nacional da Indústria (CNI), o Ibope ouviu mais de 2 mil estudantes com mais de 16 anos de 143 municípios brasileiros, naquela que, até então, se configurava como o levantamento mais completo sobre o sucesso do ensino técnicos no Brasil. E o resultado foi surpreendente: 70% dos estudantes entrevistados conseguiram emprego no primeiro ano após formado.

Sobram evidências que mostrem o êxito garantido de quem escolhe ter uma formação técnica. Enxergar esse futuro promissor é a aporta da Escola Técnica Philum já há mais de 10 anos. A unidade de ensino é localizada em Banabuiú e já formou cerca de 1.000 alunos no período de uma década, entregando ao mercado profissionais gabaritados e que se destacam na região do Sertão Central.

Os cursos são oferecidos a preços acessíveis em cinco diferentes áreas: Técnico em Enfermagem, Técnico em Eletrotécnica, Técnico em Segurança do Trabalho, Técnico em Agronomia e Técnico em Radiologia. Este último é uma novidade, com turmas previstas ainda para este ano. Todos são certificados e aprovados pelo Conselho de Educação do Estado (CEE) e são elaborados por uma equipe de professores experientes, unindo o conhecimento teórico e prático em salas de aula climatizadas e laboratórios equipados com equipamentos de última geração. Em função da pandemia provocada pelo coronavírus, as aulas presenciais estão suspensas e ocorrem de forma remota através de uma plataforma própria.

Geralmente, os cursos técnicos apresentam mensalidades até 4 vezes mais baratas, se comparados a uma graduação formal. Dessa forma, esse tipo de ensino é uma alternativa para quem não tem muito dinheiro para bancar os estudos. A educação técnica também pode ser realizada durante o ensino médio ou logo após a sua conclusão. Com isso, quem busca um curso técnico, demonstra que se preocupa com a sua carreira, estando disposto a gastar tempo, dinheiro e esforço para maximizar os seus conhecimentos, habilidades e competências.

Com esse cenário, confira, a seguir, as cinco vantagens de optar por fazer cursos técnicos.

1. Agiliza a entrada no mercado de trabalho

Os cursos técnicos são uma excelente oportunidade para que os jovens busquem o primeiro emprego. Com uma qualificação técnica, é mais provável que o estudante comece a trabalhar mais cedo. Em vez de passar vários anos estudando, os cursos técnicos de curta duração oferecem a oportunidade de atualizar suas competências em uma fração de tempo, mantendo-se relevantes no mercado de trabalho. Para aqueles que já estão empregados, essa modalidade de ensino também pode servir como uma oportunidade de recolocação.

2. Demanda um baixo custo de investimento

A educação técnica é uma alternativa mais fácil, rápida e barata, que proporciona aos estudantes as habilidades práticas e os conhecimentos específicos que eles precisam para crescer profissionalmente, independente da área de atuação escolhida.

3. Possibilita um contato direto com a prática profissional

Apesar da curta duração, o ensino técnico inclui uma variedade de experiências práticas, sem deixar de lado o conhecimento teórico. Essa capacidade de simular o que ocorre na rotina de trabalho permite que o profissional esteja mais preparado para desenvolver sua carreira dentro de uma organização. Esse tipo de certificação fornece não apenas o “quê” e o “como”, mas também o “porquê” das coisas. É este “porquê” que ajuda o aluno a ter informações imprescindíveis sobre o raciocínio por trás da atuação profissional.

4. Aumenta as chances de passar em um concurso

Nos últimos anos, tem crescido o número de concursos públicos com vagas específicas para quem tem uma formação técnica. Assim, fazer um curso técnico tem sido uma boa estratégia, pois os salários são melhores e aumentam as chances de conseguir um bom emprego. De olho na estabilidade dos cargos concursados, muitos estudantes têm mirado em cursos técnicos para alcançar mais rapidamente vagas nas esferas municipais, estaduais e federais.

5. Serve como base para uma futura graduação

A educação técnica pode ainda ser uma alternativa para quem pretende explorar melhor uma área profissional antes de optar por um curso de maior duração. O certificado técnico e um emprego promissor podem fornecer a motivação necessária para o aluno reservar o tempo e a energia necessários para futuramente dar continuidade aos estudos por meio de uma graduação.  Além disso, o conhecimento adquirido no curso técnico não se perde. Ele pode servir como base para uma determinada profissão, estimulando o estudante a buscar uma educação continuada em uma faculdade, para manter sua certificação e crescimento profissional.

More To Explore